Cida Chagas

“Nem sempre todo mundo tem o mesmo senso de importância e urgência.” Cida Chagas é Socióloga e Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental. “Saci Pererê, o menino mágico e travesso” é o seu primeiro livro.

Cida Chagas

Davi Paiva

“Muitos autores iniciantes querem copiar estilos de vida de escritores consagrados acreditando que ali está a fórmula do sucesso. Você não pode e nem deve querer ser o novo Dan Brown.” Hoje a palavra é do escritor Davi Paiva, autor de “Cavaleiro Negro”.

Davi Paiva

Cassionei Niches Petry

“Aprendi só agora, depois do terceiro livro, a não me desesperar, não escrever mais “textão” no Facebook lamentando o público escasso do lançamento do livro, não me iludir com parabéns e “likes” que não resultam em compra da obra. Escrevo e pronto.” Hoje a palavra é do escritor publicado Cassionei Niches Petry.

Cassionei Niches Petry

Paulino Júnior

“Considero importante que o escritor eleja um único tema para perseguir e se confrontar. Com tantos temas intrigantes, instigantes e fascinantes, o desafio começa aí.” Hoje a palavra é de Paulino Júnior, autor de “Todo maldito santo dia”, eleito pela Academia Catarinense de Letras como ‘Melhor livro de contos publicado em 2014’.

Paulino Júnior

Luisa Geisler

“Muitas pessoas que falam comigo se comparam com o fato de que escrevi e publiquei um livro antes dos 20 anos de idade. A questão da idade é só uma causa de ansiedade na sua cabeça.” Com a palavra, a escritora Luisa Geisler, duas vezes vencedora do Prêmio Sesc de Literatura.

Luisa Geisler

Matheus Arcaro

“A literatura me ensina constantemente que não existe um manual ou um receituário para viver. Me ensina que, muito mais do que uma corrida de cem metros, a vida é uma dança.” Com a palavra, Matheus Arcaro, professor, artista plástico e escritor publicado.

Matheus Arcaro

Kátia Gerlach

“Minha mão direita é capaz de amassar uma bola de papel e atirá-la violentamente na lixeira.” Kátia Gerlach é autora de “Jogos (Ben)ditos e Folias (Mal)ditas”, “Colisões BESTIAIS (Particula)res”, “Forasteiros” e “Forrageiras de Jade”.

Kátia Gerlach

Alexandre Brandão

“Não fique ansioso, se não foi possível escrever hoje, será possível amanhã — aliás, não é procrastinação (mas sabedoria) adiar a escrita por conta da leitura.” Alexandre Brandão, autor de livros de crônicas e de contos e vencedor do “Bolsa do Autor”, da Funarte, em 2000.

Alexandre Brandão

André Roca

“Um escritor precisa se desprender desse universo (dos autores clássicos) e ampliar seu horizonte com a leitura dos contemporâneos. Faz bem ser contaminado por nossos pares. É neles que identificaremos as luzes e as trevas do nosso tempo.” Com a palavra, o jornalista e escritor publicado André Roca.

André Roca

Rossana Cantarelli

“Leia muito, mas jamais tente copiar o estilo de alguém. Descubra o seu estilo.” Rossana Cantarelli é advogada, analista jurídica e autora de “Apenas Respire – Rock e perfume: paixão no ar, seu primeiro romance, publicado pela Editora Multifoco.

Rossana Cantarelli

Lúcio Saretta

“A gente só sente as correntes que nos prendem quando tentamos nos mexer. Não existe uma sequência lógica para ascender como escritor.” Lúcio Humberto Saretta é escritor autopublicado e um dos vinte finalistas do concurso Brasil em Prosa 2015.

Lúcio Saretta

Marcos Mota

“Ser rejeitado é uma constante na vida de qualquer pessoa. Aprenda a lidar com isso numa boa. E aprenda também a se reerguer. Diariamente, você precisará renovar suas forças da mesma forma como precisa escovar os dentes todos os dias pela manhã.” Com a palavra, o escritor independente Marcos Mota.

Marcos Mota