Kátia Gerlach

A minha mão direita é capaz de:

{ 1 }

Ousar numa página em branco: furá-la até, com o bico da pena.

{ 2 }

Desenhar fisionomias, narizes e humores ao léu.

{ 3 }

Amassar uma bola de papel e atirá-la violentamente na lixeira.

{ 4 }

Apoiar e folhear vários livros num dia singular.

{ 5 }

Acariciar o pelo das palavras como se fossem animais vivos.

{ 6 }

Enxugar lágrimas em seu dorso rígido com a humildade que a dor exige.

{ 7 }

Acenar adeus a uma grande paixão, sem, no entanto, saber deixá-la.

Kátia Bandeira de Mello-Gerlach, natural do Rio de Janeiro e radicada em Nova York, formou-se em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). É mestre em Direito Internacional Privado pela Universidade de Londres e pela NYU School of Law, e professora de Direito na Fundação Getúlio Vargas. Integra o corpo docente da Universidad Desconocida do Brooklyn sob a reitoria de Enrique Villa-Matas. Publica no Jornal Rascunho e na Revista Cenas (Centro Cultural Raimundo Carrero).

Colunista da Revista Philos. Colisões Bestiais (Particula)res pela Editora Oito e Meio (Rio de Janeiro) é o seu terceiro livro de contos. Antes, publicou Forrageiras de Jade (2009) e Forasteiros (2013), editados pelo Projeto Dulcinéia Catadora. Lançou Jogos (Ben)ditos e Folias (Mal)ditas pela Editora Oito e Meio em Dezembro de 2016.

Contribuição originalmente publicada no site Escriba Encapuzado

Deixe seu voto:
- Votos: 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *